CONHEÇA A GAZETA EXPEDIENTE CONTATO ANUNCIE BUSCA

atrações aviação bahia especiais eventos geral internacionais nacionais pessoas portugal salvador viagens
imprimir

Continua em plena expansão o turismo na Europa

ITB World Travel Trends Report prevê o crescimento do turismo de e para a Europa – os europeus do sul viajam menos de férias mas recebem mais turistas

Apesar da situação problemática da economia em algumas regiões, a Europa demonstra uma vez mais este ano a sua força no mercado turístico. Este é o resultado que o ITB World Travel Trends Report apresenta, preparado anualmente pelo IPK International sob a encomenda da feira líder da indústria internacional de turismo. No relatório, o “velho continente" tem um crescimento no ano em curso dos números de turistas que chegam e saem da Europa. As perspetivas para 2014 são também positivas.

O turismo de saída registou nos meses de janeiro a agosto um aumento de 2,5 por cento em comparação com 2012. A quantidade de pernoites foi maior em dois pontos. As despesas no destino, ao contrário, cresceram só um ponto . A quantidade de noites por viagem diminuiu dois pontos com uma média de 7,9 noites. Esta tendência, porém, é relativa porque, como em anos anteriores, os europeus preferem fazer várias viagens curtas – combinando com férias não muito longas.

O desenvolvimento nos mercados emissores foi muito diferente. A Rússia registou com certo orgulho doze por cento. Segue França com cinco por cento, apesar da difícil situação económica do momento, assim como Suécia, Grã-Bretanha, Bélgica e Suíça em outras posições. A Alemanha cresceu com dois por centos. Nas posições mais baixas encontram-se os países Espanha e Itália, como era de esperar – mas também Irlanda. Os italianos viajaram até cinco por cento menos .

A vontade impetuosa de viajar corresponde na sua totalidade à América do Sul, mais que a nenhuma outra região, com um positivo nove por cento, igual que a zona do Pacífico com seis por cento mais de viagens. Relativamente estável mostrou-se a América do Norte. O Caribe, pelo contrário, perdeu oito por cento. Se consideramos cada um dos segmentos da indústria turística, as viagens de férias incrementou-se em três pontos. As viagens de negócios retrocederam ligeiramente. No caso das viagens de lazer, ganham em preferência cada vez mais principalmente os pequenos segmentos, como destinos rurais e viagens de inverno – os segmentos principais cidades e praia defendem as suas quotas de mercado. Quanto ao tipo de reservas, como se esperava, cresce a percentagem das compras online, que aumenta doze pontos. Às agências de viagens clássicas correspondem apenas três pontos.

Expectativas positivas para o ano que vem

Considerando o ano de 2014, os prognósticos para a intensidade da procura na Europa são em geral positivos. 38 por cento dos consumidores, dois por cento mais que em 2012, declara que a situação económica atual influi nos seus planeamentos de férias. Apesar disso, 28 por cento mostra-se mais estável e querem fazer mais viagens cruzando fronteiras. Cerca de 42 por cento gostaria de manter o mesmo padrão deste ano. Apenas nove por cento, em comparação com onze por cento do ano anterior, planeia viajar menos ao exterior. As perspetivas em geral indicam um crescimento de três a quatro por cento para 2014. Os turistas russos seguramente destacarão aqui também com dez por cento.

Os suíços, os britânicos e os suecos estão muito animados com os seus planos de viagem. A Alemanha continuará a crescer de forma estável com três por cento. A França, a Holanda e, repetindo pela primeira vez, a Espanha apresentarão um crescimento moderado. A Itália poderia continuar a apresentar um retrocesso nas suas cifras.

Turismo de entrada virá mais forte

Se falarmos do número de turistas que irão visitar a Europa, as tendências no "velho continente" variam entre si, mas com destaques positivos. O ITB World Travel Trends Report apresenta cifras para os primeiros oito meses de 2013 de cerca de 396 milhões de chegadas. Isso corresponde a cerca de 5,4 por cento mais que em 2012. A European Travel Commission (ETC) obteve também cifras semelhantes nos seus resultados. Topos nas listas entre os países europeus, por exemplo, são Islândia, Eslováquia, Sérvia e Letónia, que registam um crescimento muito positivo de dois dígitos.

Os que mais contribuíram para os números positivos de turistas provenientes do exterior foram principalmente a Rússia, a Ásia e os E.U.A. A maioria dos países registou visitantes dos países de origem Rússia, Alemanha, Grã-Bretanha, Noruega, França e Suíça. O quadro de viajantes provenientes da Holanda, Espanha e Itália, por outro lado, é diferente. Para 2014 a ETC conta com um crescimento geral para a Europa de cerca de três por cento. Este prognóstico não é muito preciso, como declara esta organização, devido à insegurança económica atual. Se observarmos a divisão de cada um dos países de destino, os países do sul da Europa ocupam as primeiras posições. Especialmente Malta, Portugal e Croácia podem estar contentes com o crescimento de seis a oito por cento. A Itália começou 2013 com cerca de 2,5 por cento mais de visitantes. Em 2014 os prognósticos também serão positivos com cerca de três pontos percentuais. A maioria dos países do centro da Europa registou igualmente um crescimento sólido e contam para o ano que vem com dois a quatro pontos de incremento.

No norte da Europa os números mantêm-se estáveis. As viagens desde a Alemanha caíram mas puderam recuperar-se graças às visitas provenientes da Rússia e Ásia. A Grã-Bretanha e a Irlanda puderam aumentar seis por cento nas visitas provenientes do exterior e para 2014 contam com um crescimento de um a quatro por cento.

Todos os resultados têm como base os debates mantidos pelo World Travel Monitor® Forum em Pisa dentro do programa da ITB Berlin. Promovido pela consultora IPK International, todos os anos apresentam aqui mais de 50 especialistas em turismo e cientistas de todo o mundo, as estatísticas atuais e relatórios sobre as últimas tendências do turismo internacional.

Mais resultados das pesquisas realizadas pela IPK International de janeiro a agosto de 2013, as opiniões de 50 especialistas em turismo de mais de 20 países e os dados extraídos do World Travel Monitor® serão publicados em exclusiva pela ITB Berlin. Os pormenores dos resultados serão lançados no início de dezembro no ITB World Travel em www.itb-berlin.com. Os resultados finais do World Travel Monitor® da IPK International do ano inteiro, incluindo as perspetivas para o ano 2014 serão apresentados no Congresso da ITB Berlin pelo presidente da IPK International, Rolf Freitag. O World Travel Monitor® baseia-se nos inquéritos representativos da população realizados anualmente a mais de 500.000 pessoas em mais de 60 mercados turísticos de todo o mundo há mais de 20 de forma contínua. É considerado o maior estudo sobre o comportamento de viagem global feito sem interrupção.

 

- Voltar -
 

 

18/02/2015 ATRACOES