CONHEÇA A GAZETA EXPEDIENTE CONTATO ANUNCIE BUSCA

atrações aviação bahia especiais eventos geral internacionais nacionais pessoas portugal salvador viagens
imprimir

Um Festuris de múltiplas emoções

“O Festival de Turismo de Gramado comemorou “bodas de prata”. Sim, porque foi a festa de casamento da competência com o sucesso, da obstinação com o triunfo, da coragem com o ideal.

“O início foi de Marta e Silvia, monstros do empreendedorismo gaúcho. Silvia elegeu novos destinos e Marta avançou na perseverança. A meta ambiciosa nunca esteve desfalcada da impetuosidade na demanda ao fim buscado.

“Forças novas se juntaram para apoiar na sustentação do fardo, até em memória daquela que teve interrompida a sua trajetória. Ano a ano, por todos estes 25, a legião de seguidores embevecidos multiplicou-se.

“Como de esperar, do resultado da fé depositada na ousadia, viçosos frutos passaram a ser colhidos de modo intermitente. E a criança embalada pelo amor dos que lhe deram viço seguiu na saga do crescimento.

“Gramado, então, passou a ser enriquecida pelos louros da inteligência. O Festival, por seu lado, afirmou-se como a locomotiva a arrastar uma enfieira de tantos outros vagões de acontecimentos.

“Entre eles, o Natal Luz.

“Se o Festival afirmou-se como o impulsionador no êxito do Natal Luz, este emoldurou de guirlandas, sons, luzes e cores o cenário fantástico da monumental promoção.

“Do universo de profissionais e empresários que, ano a ano, encorpam o Festival resulta, sem qualquer dúvida, o enriquecimento da promoção do destino, mais ainda, das suas promoções, notadamente o Natal Luz.

“Não posso crer que o beneficiado desdenhe do benfeitor. O bom senso recomenda que o reconhecimento seja apanágio da justiça.

“Falou-se na ameaça de desenlace entre os dois eventos. Dificil aceitar, contudo, que a comunidade, pelas suas representações políticas, assista indiferente a ruptura.

“O Festival, hoje, afirma-se como o grande acontecimento da comercialização do turismo na América Latina. Com ele exercendo também a função de acelerador do desenvolvimento dos demais, quem terá de auferir os benefícios dessa comunhão será, inquestionavelmente, Gramado.

“A fibra dessa mulher fantástica que é Marta, hoje apoiada na juventude inteligente de Marcus e Eduardo, não apenas merece o respeito de todos nós, mas e sobretudo o aplauso como estímulo maior.

“A nossa reverência, pois, muito comovida”.

CARLOS CASAES

Uma experiência única e inesquecível.

A solenidade de abertura do Festuris 2013 foi emoção do início ao fim. Além de receber todos os participantes do evento e autoridades de várias partes do mundo, os diretores do evento Marta Rossi, Eduardo Zorzanello e Marcus V. Rossi receberam uma linda homenagem dos Amigos do Festival desses 25 anos. O som ficou a cargo do Grupo Cuica e da pianista Enira Trindade, que tocaram o hino nacional, “Solo le pido a Dios”, de Mercedez Sosa, além do Hino Rio-grandense, colocando à flor da pele o amor e a amizade que sempre acompanham a quem chega a Gramado, e principalmente ao Festival do Turismo.

Ainda na solenidade de abertura foram entregues os troféus Amigos do Festival. Neste ano receberam a distinção Abgail Pereira, Adauto Serafim, Adenauer Góes, Alberto Feitosa, Antônio Feitosa, Antônio Monteiro, Carlos Silva, José Nelson Panissi Ferreira, Leomar Marques, Otaviano Maroja e Sudaryomo Hartosudarmo.

Entre as autoridades, estiveram presentes o prefeito de Gramado, Nestor Tissot, a secretária de Turismo do RS, Abigail Pereira, o secretário Nacional de Políticas Públicas para o Turismo, Vinícius Lummetz, o juiz do Foro de Gramado, Cyro Puperi, os deputados Afonso Hamm e Nelson Marchezam, o jornalista Hélcio Estrela, da Abrajet nacional, Danilo Kehl Martins, da Abav Brasil, Marcio Favilla, da OMT, Marino Finozzi, ministro do Turismo da região do Veneto, e Juarez de Paula, gerente de Comércio e Serviços do Sebrae.

“Ao atingir os 25 anos, é natural que nos proponhamos a balanços. Temos consciência que o percurso foi construtivo, enriquecedor e, sobretudo, indutor da atividade turística de nossa região e do Estado do Rio Grande do Sul.”

Marta Rossi - Diretora do Festuris

“Gramado acompanhou o surgimento de um grande evento. O Festuris agregou novos rumos ao setor. Se Gramado é referência, se deve a eventos como o Festival do Turismo.”

Nestor Tissot - Prefeito de Gramado

“É pra frente que se olha, analisando o mercado, o Brasil tem experiências riquíssimas para serem estudadas. O turismo desenvolve o crescimento social, econômico e cultural.”

Abgail Pereira - Secretária de Estado do TurismO

“O turismo não é o vagão, é a locomotiva, o que beneficia as cidades em infraestrutura e também na questão cultural. E Gramado é exemplo disso, o que a torna uma referência paras as demais.”

Vinicius Lummertz - Secretário Nacional de Políticas Públicas para o Turismo

 

- Voltar -
 

 

18/02/2015 ATRACOES