CONHEÇA A GAZETA EXPEDIENTE CONTATO ANUNCIE BUSCA

atrações aviação bahia especiais eventos geral internacionais nacionais pessoas portugal salvador viagens
imprimir

Momento de delicadeza: Bethânia e as Palavras

Em Lisboa: Maria Bethânia, Duda Tawil, Kati Almeida Braga e Georges Gachot

Texto: Duda Tawil *

Foto: Carolina/divulgação
Acompanhada pelo violão e pela viola de Paulo Dáfilin e pela percussão de Carlos César, Maria Bethânia foi ovacionada de pé, ao fazer o seu recital de poesias e músicas no Teatro Nacional de São Carlos, no Chiado, em Lisboa, marcando assim o encerramento das atividades culturais do Ano do Brasil em Portugal.

Antes da intérprete entrar em cena, o comissário-geral do evento que durou 10 meses, Antônio Grassi, subiu ao palco para finalizá-lo oficial e plenamente, ao dizer que "Bethânia e As Palavras" seria a melhor síntese do encontro entre as culturas lusa e brasileira, e de tudo o que ocorreu. Um vídeo também foi exibido, com fotos de todos os espetáculos, exposições e assuntos apresentados. O dia era 10 de junho, feriado nacional em Portugal, mais conhecido como o Dia da Raça, das Comunidades Portuguesas e de Camões, festejado em todos os países de língua portuguesa.

Muitos foram aplaudi-la, encantados com as declamações das lindas poesias de autores portugueses e brasileiros, bate-papos francos e bem-humorados com a plateia, recordações da infância enquanto estudante de escola pública em Santo Amaro da Purificação, no Recôncavo Baiano, emoção, e músicas do nosso melhor cancioneiro nacional. Ela voltou ao palco para mais três músicas neste belíssimo recital que ela define sempre como "um momento de delicadeza".

Entre os presentes, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa (prefeito) António Costa; Inês Pedrosa, jornalista e escritora, diretora da Casa Fernando Pessoa, em Campo de Ourique, Lisboa, onde a cantora santo-amarense já havia se apresentado com este recital, há dois anos, e foi condecorada com a Medalha do Desassossego; o diplomata David Silveira Mota, conselheiro e chefe do setor comercial junto à Embaixada do Brasil, Diogo Almeida, diplomata do setor cultural, e o advogado Alexandre de Lima, assessor para assuntos culturais; a atriz global Mariana Ximenes (atualmente fazendo muito sucesso na telinha portuguesa, com a novela "Guerra dos Sexos", ainda em exibição por lá); o jornalista baiano Eduardo Jasmin Tawil; o realizador francês Georges Gachot, do filme "Maria Bethânia - Música é Perfume"; a diretora do selo Biscoito Fino, gravadora de Bethânia, Kati Almeida Braga; e tanta gente mais na longa fila de cumprimentos à intérprete - que aniversariou no último dia 18 - pela noite antológica.

* O jornalista agradece pelo convite a António Vasques Osório e Berta van der Kellen (TAP/Air Portugal).

 

- Voltar -
 

 

18/02/2015 ATRACOES